DSpace at My University Mestrado Ciências Contábeis
Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://tede.fecap.br:8080/jspui/handle/tede/680
Tipo: Dissertação
Título: Análise sociométrica da produção científica em finanças no Brasil 1979-2012
Autor(es): Rodrigues, Andrea Galvão
Primeiro Orientador: Peleias, Ivam Ricardo
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Lucchesi, Eduardo Pozzi
metadata.dc.contributor.referee1: Walter, Silvana Anita
metadata.dc.contributor.referee2: Lucchesi, Eduardo Pozzi
Resumo: Nesta pesquisa, o objetivo foi identificar, sob a perspectiva da teoria de construção do conhecimento, os autores e as instituições de destaque envolvidos na área de publicação da pesquisa em finanças, entre 1979 e 2012, para acompanhar como ocorreu a construção do conhecimento nessa área. Foi feito um estudo sociométrico de caráter descritivo, com 223 artigos, oriundos de 78 periódicos. Para tanto, os artigos foram divididos em seis áreas temáticas - Teoria do Portfolio, Estrutura de Capital e Política de Dividendos, CAPM, Eficiência de Mercado, Precificação de Opções e Finanças Comportamentais - e foi feita a apresentação das redes sociais de cooperação, dividindo autores e instituições em conformidade com as áreas temáticas. Posteriormente, procedeu-se à analise das áreas e instituições que mais representaram publicações na população pesquisada, e como ocorreu a construção desse conhecimento, a partir dos conceitos de ciência normal e do paradigma de Thomas Kuhn. Foram obtidos os seguintes resultados, mapeados e acompanhados pela análise de rede social (ARS): a) as teorias componentes da MTF têm sua constituição anômala com relação aos paradigmas; b) na rota normal da ciência, a resposta à crise foi por meio das novas finanças e de seu modelo comportamental; c) os resultados entre a dicotomia da racionalidade plena e a limitada nas finanças apresentaram-se e se encaixam no conceito de ciência normal, de acordo com sua rota de construção; d) Finanças foi uma área de pesquisa a qual já apresentou seu paradigma científico; e) a comparação entre os períodos da pesquisa publicada e a construção do conhecimento passa em diversos momentos por períodos pré-paradigmáticos, e tem seu primeiro ponto de divergência definido com o fator comportamental comprovado; a resposta foi o surgimento e a inserção dos modelos comportamentais nas decisões dos agentes, que surgiu nas publicações somente nas últimas duas décadas, mesmo sob questionamentos do paradigma dominante.
Abstract: The aim of this research was to identify, from the point of view of the knowledge building theory, the most important authors and institutions involved in finance research publications, from 1979 to 2012, to follow how the knowledge was built in this area. It was made a sociometric study of descriptive character, involving 223 articles from 78 journals. For this, the articles were divided in six thematic areas - Portfolio Theory, Capital Structure and Dividend Policy, CAPM, Market Efficiency, Price Options and Behavior Finance. Moreover, it was made the presentation of the cooperation social networks, splitting authors and institutions according to the thematic areas. Subsequently, it was made the analysis of the areas and institutions that most represent the publications in the searched population, as well as how the building of this knowledge occurred, based on the concepts of normal science and Thomas Kuhn paradigm. The following results were obtained, mapped and followed by the social network analysis (SNA): a) the theories that compose the Modern Finance Theory have their constitution anomalous concerning the paradigms; b) in the normal course of science, response to crisis was through new finance and its behavior model; c) the results presented between the dichotomy full and limited rationality in finance fit in the concept of normal science, according to its building course; d) Finance is a research area that has already presented its scientific paradigm; e) the comparison between the periods of published research and the knowledge building, in various moments, occurs through pre-paradigmatic periods, and its first divergence point was defined based on the real behavior factor. The answer was the insurgence and the insertion of behavior models in agents' decisions, which appeared in publications only in the last two decades, even under questionings of the dominant paradigm.
Palavras-chave: Finanças - Publicações científicas. Sociometria. Ciência da informação - Finanças. Finanças - Conhecimentos e aprendizagem
Finance - Science publishing. Sociometry. Information science - Finance. Finance - Knowledge and learning
CNPq: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
Idioma: por
País: Brasil
Editor: FECAP
Sigla da Instituição: FECAP
metadata.dc.publisher.department: Fundação escola de Comércio Álvares Penteado
metadata.dc.publisher.program: Mestrado em Administração de empresa
Citação: Rodrigues, Andrea Galvão. Análise sociométrica da produção científica em finanças no Brasil 1979-2012. 2014. 130 f. Dissertação( Mestrado em Administração de empresa) - FECAP, São Paulo, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.fecap.br:8080/jspui/handle/tede/680
Data do documento: 29-ago-2014
Aparece nas coleções:Ciências Contábeis

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Andrea_Galvao_Rodrigues1.pdf7.3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons